DEPUTADO HILTON AGUIAR

DE MAOS DADAS COM O POVO

VEREADOR JUNIOR TAPAJOS

O FUTURO DE SANTARÉM ESTÁ EM NOSSAS MÃOS

DEPUTADO FEDERAL CHAPADINHAo

LUTANDO PELO POVO DO PARÁ.

Páginas

terça-feira, 7 de junho de 2016

Domingo, 05 de junho, foi considerado sangrento em Itaituba

Domingo, 05 de junho, foi considerado sangrento em Itaituba, sudoeste do estado. Três homicídios foram registrados, dois na cidade e um na região garimpeira, um de tiro e dois faca, dois já foram esclarecidos.

O primeiro homicídio deste final de semana aconteceu por volta das 19hs40min na região garimpeira de Itaituba. O crime aconteceu nas proximidades do filão do “Pernambuco” Pista do Sudário, próximo ao Marupá. A vitima foi Luiz Fernando Ferreira de Matos, de 28 anos de idade, ele foi morto a facadas. Pouco tempo depois uma guarnição da policia militar da região prendeu dois suspeitos: Francisco de Ribamar da Conceição, 41 anos, e Ademílson Rodrigues da Silva, 35. http://blogdojuniorribeiro.blogspot.com.br/2016/06/dois-sao-presos-pela-pm-por-homicidio.html#more
O segundo aconteceu 1hs57min da madrugada de domingo, 05, para segunda, 06, no pátio de um posto de combustível da cidade e tudo foi registrado.  A vitima foi o ex- presidiário Gilivaldo Pereira da Silva, vulgo, “Gago”, de 34 anos de idade. “Gago” estava  mais dois amigos em uma moto Bross quando pararam em um Posto de Combustível as margens da Rodovia Transamazônica em frente ao 15ªBPM e foi alvejada por vários tiros.“Gago” caiu com os disparos, ainda no chão recebeu mais tiros e o ultimo tiro que foi “a queima roupa”. O assassino fugiu em uma moto com seu comparsa.“Gago” que tinha várias passagens pela policia por trafico de droga morreu na hora. Policiais que passavam próximo ao local do crime ouviram os disparos iniciaram a perseguição aos dois suspeitos, que foram presos na travessa Treze de Maio. Os presos são Railson da Silva Oliveira, 32 e Roberto Jesuíno da Silva Moraes, 29. Com eles foi encontrado o revolver revólver Cal. 38, com cinco munições deflagradas. Segundo a polícia o crime está relacionado com o tráfico de drogas. A vitima tinha diversas passagens pelo presídio de Itaituba por tráfico de droga e envolvimento em homicídios.http://blogdojuniorribeiro.blogspot.com.br/2016/06/gago-da-liberdade-e-morto-tiros-em.html#more
A nossa equipe de reportagem teve acesso às imagens que mostram o memento exato em que “Gago” é perseguido e alvejado com vários tiros. Nas imagens aparecem os três trafegando pela rodovia transamazônica em uma moto bross vermelha, logo atrás dois homens seguem o trio em outra moto bross, “Gago” era o ultimo da moto, quando trio diminui a velocidade para encostar no Posto de Combustível, o carona da outra moto começar disparar acertando “Gago” que cai, o atirador que estava de capacete desce para terminar o “serviço”, se aproxima e efetua mais três disparos inclusive um na cabeça. http://blogdojuniorribeiro.blogspot.com.br/2016/06/exclusivo-momento-que-gago-e-morto-com.html#more
O terceiro homicídio da noite de domingo aconteceu no Residencial Vale do Piracanã. O crime teria acontecido durante a madrugada, mas o corpo só foi encontrado na manhã de segunda feira, 06, por trás de uma residência no Residencial Vale do Piracanã. O corpo estava em cima de uma mola de colchão ensanguentado, com várias perfurações. Pouco tempo depois a vitima foi identificada por Rubenilson Jancem da Mata, de 28, anos de idade. A policia militar chegou esteve resguardando o local ate a chegada de peritos do IML para fazer a remoção do corpo. A policia civil já começou as investigações para se chegar ate o autor ou os autores.http://blogdojuniorribeiro.blogspot.com.br/2016/06/final-de-semana-sangrento-em-itaituba.html#more

MEDALHA DE OURO

“É do Brasil a medalha de ouro da corrupção”

Shot 005
Em meio às saraivadas de delações premiadas que a imprensa desnuda a conta gotas, tirando a roupa de todos os reis da República, inclusive da própria presidente afastada, Dilma Rousseff, até antes do afastamento diretamente preservada, um dos três maiores jornais norte-americanos, o "The New York Times", dedicou mais um editorial ao Brasil.
O título do editorial é agressivo: "Brazil’s Gold Medal for Corruption”, que eu já vi mal traduzido, como “Medalha de ouro do Brasil para corrupção”, mas que, em tradução equivalente, verte-se como, “É do Brasil a medalha de ouro por corrupção”.
Embora o título do editorial possa sugerir um tratamento geral do assunto, o texto revela uma mensagem específica ao presidente interino, Michel Temer.
O editorial recapitula o ato falho de Temer em formar um “ministério inteiramente masculino e branco”, acusa-o de “empossar sete ministros investigados por corrupção” e fecha o texto duvidando que ele pretenda, mesmo, combater a corrupção e, caso pretenda, até onde pretende ir com isso.
O NYT acolhe que não somente o Brasil sofre com a corrupção ao Sul da América, mas assevera que, embora Dilma Rousseff sofra um processo de impeachment por “truques contábeis”, os escândalos de corrupção no seu governo contribuíram decisivamente para o seu afastamento.
Dado isso, o presidente interino Michel Temer, para afastar a pecha de que conspirou contra a presidente como parte de um acordo político que visaria estancar as investigações da Lava Jato, deveria tomar atitudes severas contra a corrupção, como defender “o fim da imunidade parlamentar para congressistas e ministros em casos referentes".
É fato que o NYT diz o óbvio no editorial, mas é fato, idem, que o sistema está tão imbricado em uma engrenagem mal fornida que emperra quaisquer mudanças que poderiam ser feitas para blindá-lo.
Temer está fazendo do Congresso, principalmente do Senado, de onde virá a sua permanência ou o seu despejo da presidência que hora porta interinamente, o seu cadafalso, pois caiu, quiçá, na mesma armadilha que todos têm pisado para subir a rampa: acordos “fisiopatrimonialistas” muito além do que pode entregar.
E já está mais do que provado que patrocinar esse tipo de coalizão, nesses termos baseada, é colocar, com as próprias mãos, uma corda no pescoço e ficar com apenas a ponta dos pés sobre um tamborete de apenas três pernas.