DEPUTADO HILTON AGUIAR

DE MAOS DADAS COM O POVO

VEREADOR JUNIOR TAPAJOS

O FUTURO DE SANTARÉM ESTÁ EM NOSSAS MÃOS

DEPUTADO FEDERAL CHAPADINHAo

LUTANDO PELO POVO DO PARÁ.

Páginas

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Celpa foi a empresa campeã de queixas em 2013

Foto: Wagner Santana
O LiberalA Centrais Elétricas do Pará (Celpa) foi a empresa mais contestada pelos consumidores paraenses em 2013. Segundo o Cadastro Nacional de Reclamações Fundamentadas (CNRF), do Ministério da Justiça, o grupo recebeu 775 reclamações ao longo do ano.
Os clientes reclamaram mais sobre os problemas com cobranças indevidas ou abusivas (691 chamados), mas também relataram terem sido alvo de outras transgressões da companhia, como a recusa injustificada em prestar serviço, o não pagamento de indenização, o atendimento ruim, os danos materiais provocados por produtos ou pelo serviço da Celpa e o descumprimento de leis em diversas ocasiões.
Os números e informações foram disponibilizados no Portal Brasileiro de Dados Abertos, do governo federal, e divulgados ontem no Diário Oficial da União. Conforme o publicado, o CNRF registrou 7.221 protestos feitos à Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) do Estado do Pará, em 2013. 
O relatório revela que quase 2 mil reivindicações feitas no Estado estavam relacionadas a cobranças indevidas. Mais de 300 empresas aparecem na tabela com reclamações registradas por cidadãos que moram no Pará.
O CNRF tem publicações de anos anteriores, mas, até o fechamento desta edição, a visualização estava indisponível. O Cadastro é formado pelas Reclamações fundamentadas finalizadas no período de 12 meses pelos Procons integrados ao Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor  (Sindec). O documento consolida as reclamações contidas nos Cadastros Estaduais e Municipais publicados anualmente no dia 15 de março - Dia Mundial do Consumidor.

Beneficiários do Bolsa Família têm até dia 16 para atualizar cadastro

 Beneficiários do Bolsa Família que receberam aviso no extrato de pagamento devem atualizar os dados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal até o dia 16 de janeiro. A atualização deve ser feita com documentos pessoais e dos demais integrantes da família.

Quem recebeu o aviso e não atualizar as informações poderá ter o beneficio bloqueado a partir de fevereiro. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à fome, até novembro, dos 1,2 milhão de beneficiários que devem recadastrar os dados, 709,7 mil haviam procurado os gestores do programa para a atualização.

A revisão é feita todos os anos com foco nos beneficiários que não atualizam os dados no Cadastro Único há mais de dois anos. Quem não recebeu o aviso no extrato de pagamento está com as informações em dia.
Todos os beneficiários do programa devem atualizar o cadastro voluntariamente a cada dois anos ou a cada vez que nascer um filho, houver mudança de escola, alteração no endereço residencial ou qualquer informação relevante.
Além do Bolsa Família, a falta de atualização do cadastro implica perda de outros benefícios, como a tarifa social de energia elétrica.
Fonte: Agência Brasil

Patrocinador do UFC vai apoiar Jon Jones durante tratamento

 (Foto: Evelyn Rodrigues) Depois que Jon Jones foi flagrado em um exame antidoping supresa por uso de cocaína e anunciou sua internação em uma clínica de reabilitação, nesta terça-feira (6), a Reebok, principal patrocinador do UFC, emitiu um comunicado informando que vai apoiar o lutador durante o tratamento e que nada mudou no contrato exclusivo assinado com o campeão peso-meio-pesado do Ultimate.

"Nós elogiamos as medidas tomadas por Jon para resolver esse problema e vamos apoiá-lo no que for possível. O status de relacionamento de Jon com a Reebok não mudou", declarou a empresa, segundo o site americano "MMA Junkie".

O acordo entre a Reebok e Jones foi anunciado pelo próprio atleta no mês passado, logo após a companhia ter oficializado o patrocínio aos uniformes dos lutadores do UFC. Além de "Bones", a empresa também patrocina os campeões Ronda Rousey, Anthony Pettis e o ex-campeão Johny Hendricks.